Inicial > Emprego > Cidades que mais contrataram e demitiram no último ano

Cidades que mais contrataram e demitiram no último ano

Dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho nesta sexta-feira, mostram as cidades brasileiras que mais contrataram no último ano assim como aquelas que mais perderam postos de trabalho.


Publicidade

Quando o assunto é emprego e trabalho, é comum ter a curiosidade em saber quais as cidades que mais cresceram e consequentemente mais geraram emprego no último ano, e na data de hoje, dia 20 de janeiro de 2017, foi divulgado pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho, a relação das cidades quem mais contrataram e demitiram no último ano.

E antes de trazer a relação das principais cidades onde os posto de trabalho cresceram ou encoheram, é importante citar um dado interessante, que dos 5562 municípios existentes atualmente no Brasil, mais da metade 3107, ou seja 55% acabaram perdendo posto de trabalho.

Cidades que mais perderam vagas de emprego com demissões:

E entre o TOP 3 das cidades campeãs em demissões estão o Rio de Janeiro com mais de 138 demissões no ano que passou, seguido de São Paulo com 133.500 e em terceiro BH em pouco mais de 41 postos de trabalho perdidos, abaixo a relação das 10 cidades que mais demitiram, confira!

Rio de Janeiro-RJ: – 138.168
São Paulo-SP: – 133.500
Belo Horizonte-BH: – 41.069
Brasília-DF: – 28.843
Recife-PE: – 26.233
Salvador-BA): – 25.000
Curitiba-PR: – 20.962
Fortaleza-CE: – 17.292
Manaus-AM: – 17.292
Porto Alegre-RS: – 16.300

Cidades que mais contrataram

Já entre as cidades que mais cresceram em relação de postos de trabalho encontramos cidades de médio porte, sendo que no topo da lista está Três Lagoas-MS que no ano passado ficou com saldo positivo de 3569 vagas, vela a lista das 10 cidades que mais contrataram logo abaixo.

Três Lagoas (MS): 3.569
Campo Redondo (RN): 1.990
Juazeiro (BA): 1.956
Nova Serrana (MG): 1.904
Cristalina (GO): 1.528
Goiana (PE): 1.372
Capanema (PR): 1.353
Curionópolis (PA): 1.219
Cruz Alta (RS): 1.085
Santo Estevão (BA): 1.002

Com os números apresentados vemos que o Brasil ainda não saiu da crise, afinal a poucos anos atrás a geração de emprego estava em pleno vapor, e faltavam profissionais para ocupar a grande quantidade de vagas que existiam, hoje o cenário como vemos através dos números é outro, especialmente nos grandes centros, o desemprego continua grande.

Agora resta seguir na torcida e na expectativa de que nesse ano de 2017 esses números possam melhorar e que a cada dia mais pessoas saíam da fila do desemprego e consigam uma nova chance no mercado de trabalho, pois só assim as engrenagens da economia voltam a girar e consequentemente mais empregos são gerados.


Leia também:
Estamos no Google Plus, siga-nos:

2011-2017 - LzDuda.com
Contatos: Redes sociais:fb.com/lzduda - Via e-mail: lzdudablog @ gmail.com
Politica de Privacidade