Inicial > Emprego > Desemprego na construção civil aumenta

Desemprego na construção civil aumenta

O setor da construção civil que cresceu bastante nos últimos anos começou a sentir os efeitos das crise que assola o país e o número de postos de trabalho no setor caem a cada dia.


Publicidade

O setor da construção civil era até pouco tempo atrás visto com a “galinha dos ovos de ouro”, era comum ler e ouvir notícias de lançamentos imobiliários sendo vendidos no mesmo dia ou em poucas horas, de compradores fazendo filas para garantir a compra de um imóvel novo.

Porém nos últimos meses o cenário mudou de forma drástica, a vendas não acontecem mais na mesma velocidade, e o que observa-se é um grande estoque de imóveis novos encalhados nas principais cidades brasileiras.

E como a venda não acontece, as construtoras também colocam o pé no freio em relação a futuros lançamentos, e com isso acabam dispensando seus profissionais no final de um projeto, aumentando assim o desemprego no setor.

É importante lembrar que a construção civil é um dos setores que mais emprega em todo o país, e com essa crise imobiliária, milhares de postos de trabalho acabam sendo fechados, e com isso mais profissionais desempregado engrossam as estatísticas do desemprego.

Bolha imobiliária

Para muitas pessoas, inclusive especialistas no setor, o Brasil vive uma bolha imobiliária prestes a explodir, uma vez que o preço dos imóveis acabou sendo reajustado muito acima da renda do brasileiro, ou seja, estão supervalorizados.

Isso poderia explicar o encalhe das vendas, visto que os imóveis estão caros demais, e com isso menos pessoas estão dispostas a pagar o valor, então acontece a chamada lei de oferta e procura, e quando existe mais oferta que demanda o preço tende a cair.

E a explicação desse descompasso no setor para muitos esta relacionado ao crédito fácil e aos incentivos do governo, o que vez a demanda aumentar de forma artificial e consequentemente os preços explodirem.

E quando isso tudo vai acabar? Somente o tempo dirá mas as expectativas para o setor a curto prazo não são das melhores, e quem mais sobre com isso tudo são os trabalhadores do setor imobiliários que vêem postos de trabalho minguarem cada dia mais, e o desemprego aumentar, resta aguardar e torcer para que dias melhores possam vir, não somente para o setor da construção civil, mas para toda economia brasileira que está vivendo uma das piores crises da história.


Leia também:
Estamos no Google Plus, siga-nos:

2011-2016 - LzDuda.com
Contatos: Redes sociais:fb.com/lzduda - Via e-mail: lzdudablog @ gmail.com
Politica de Privacidade