Inicial > Noticias > Como vejo a alta no preço dos imoveis

Como vejo a alta no preço dos imoveis

O boom no setor imobiliário no Brasil levou muitas pessoas a realizar o sonho da casa própria, porém com a grande alta dos preços esse sonho fica cada vez mais distante para grande maioria das famílias.


Publicidade

Não sou nenhum especialista em economia, bem longe disso alias, porém gosto de ler sobre o assunto e entender os fatores que norteiam a economia de um país, além de ser poupador legítimo, “arte” essa que aprendi ainda criança com meus pais, que me ensinaram que para realizar um sonho é necessário economizar e poupar, e que o melhor sempre é pagar tudo a vista, e assim poder dormir tranquilo e sem dividas.

E foi assim que no inicio de 2009 consegui realizar o sonho de comprar meu primeiro apartamento, claro comprando e pagando a vista, sem dívidas.

Nesta época já se via uma crescente alta no preço dos imóveis, e mesmo achando um pouco caro, como tinha condições de pagar o valor do imóvel e não ter dividas assim o fiz.

Passados quatro anos, o cenário no mercado imobiliário continuou o mesmo, preços subindo cada vez mais e mais, tanto é que nos dias de hoje não teria condições alguma de comprar o imóvel que vivo atualmente, sem financiar boa parte dele e assim contrair uma divida de décadas.

E se em alguns anos atrás, ter dinheiro na mão para comprar algo vista era sinônimo de bons negócios, hoje já parece não fazer muita diferença, afinal os proprietários sabem que se você não deseja pagar aquele preço a vista no dinheiro, mais cedo ou mais tarde vai aparecer alguém disposto a pagar esse valor, claro financiando com algum banco, mas no final o proprietário vendedor irá receber a vista.

Em resumo, com essa política de credito fácil e farto, o poupador que sacrifica-se mês a mês para poder economizar e assim realizar seus sonhos, esta totalmente sem poder de compra.

Agora fica a seguinte pergunta, se esta ruim para aquelas pessoas que tem suas contas em dia e poupam sempre que possível, como será que esta a situação do lado oposto, das famílias que não tem uma saúde financeira tão boa e ainda possui um financiamento de 30 anos ou mais?

Até algum tempo atrás, qualquer trabalhador, independente do setor, que fosse um bom poupador poderia em poucos anos comprar seu “terreninho” e ali levantar aos poucos a sua casa, sem dívidas estratosféricas e vitalícias, já atualmente esse “terreninho” é impossível se se comprar poupando, qualquer lote, mesmo nas periferias das grandes, pequenas ou médias cidades custam pequenas fortunas, impossibilitando assim a sua compra sem que seja financiado com prestações em perder de vista.

Então existe uma grande distorção nesse mercado, os preços praticados atualmente não condizem com a realidade e poder aquisitivo da grande maioria da população, e não precisa ser nenhum doutor em economia para perceber isso.

Converse com pessoas mais velhas, que estão hoje com seus 50 ou 60 anos, e pergunte a eles se hoje eles teriam condições de comprar os imóveis que possuem, com certeza a grande maioria, 99% vai dizer que não teria qualquer condição de comprar SEM DIVIDA o local que vive.

A alta no preço dos imoveis na minha visão

Como comentei nas primeiras linhas desse artigo, sou apenas um poupador, não entendo nada de economia, mas acredito que o cenário que vivemos atualmente não é sustentável, e o preço dos imóveis já estão em um patamar muito acima do que o trabalhador brasileiro pode comprar.

Muitas pessoas, especialmente aquelas que vivem do setor, dizem que os preços iram subir ainda mais, que imóvel nunca desvaloriza, mas se isso fosse uma verdade absoluta, bastaria construir mais e mais imóveis para acabar com o problema financeiro de qualquer país do mundo, afinal imóvel nunca desvaloriza não é mesmo?

Agora quero ver fazer esse tipo de afirmação a um português, espanhol, irlandês ou americano por exemplo!

Na minha visão hoje o mercado imobiliário esta uma verdadeira pirâmide financeira(que alias virou febre no Brasil nos últimos meses), no qual seus participantes mesmo ciente dos riscos custam a acreditar que o negócio é insustentável ou que venha a desabar como um castelo de carta mais cedo ou mais tarde, pois encontram-se hipnotizados com o “canto da sereia” do lucro fácil e de se tornarem milionários da noite para o dia, sem muito trabalho ou esforço.

Então como poupador(lembrando não sou economista), acredito sim que vivemos uma bolha imobiliária, e é uma questão de tempo para que toda essa “fantasia” de preços volte a sua realidade, pois se esta ruim para quem é poupador que vê o dinheiro valendo menos cada dia, imagina para as pessoas que encontram-se endividadas por uma vida toda?

E isso tudo não pode acabar bem, e com certeza mais cedo ou mais tarde, assim como aconteceu em outros países iremos acordar desse sonho, para enfrentar a dura realidade e descobrir da pior forma possível que crédito não é riqueza e que não ficamos ricos mais sim endividados.

E você amigo leitor o que acha do assunto? Deixe seu comentário e opinião a respeito do cenário atual da economia de nosso país especialmente a respeito do mercado imobiliário.


Leia também:
Estamos no Google Plus, siga-nos:

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2011-2016 - LzDuda.com
Contatos: Redes sociais:fb.com/lzduda - Via e-mail: lzdudablog @ gmail.com
Politica de Privacidade