Inicial > Emprego > Fazer o que gosta ou o que dá dinheiro?

Fazer o que gosta ou o que dá dinheiro?

Quando o assunto é emprego, é comum ouvir sempre que o importante é fazer e trabalhar naquilo que realmente gosta, que o sucesso financeiro é apenas consequência, porém em épocas de crise e pouco emprego, será que as pessoas seguem esse pensamento?


Publicidade

Trabalhar no que gosta e ainda ser bem remunerado para isso é com certeza o sonho de todas as pessoas, e sendo esse o cenário perfeito, sabemos que a realidade e o dia a dia do mercado de trabalho não é bem assim, especialmente em épocas de crise, de recessão de poucas vagas de emprego, com todos esses fatores negativos, é muito mais comum encontrar pessoas que trabalham em atividades ou funções que não gostam.

Deixando o fator crise, um pouco de lado, agora vem aquela velha pergunta que não quer calar: Fazer o que realmente gosta ou aquilo que dá dinheiro?

O que gosta ou dá dinheiro?

Como citado no primeiro parágrafo, aliar aquilo que gosta com um bom salário seria o cenário, ideal, perfeito, mais isso é uma exceção, com isso, é necessário muitas vezes optar por um dos caminhos, ou seja, atuar na área e função que realmente gosta e vislumbrar perspectivas de melhores rendimentos no futuro, ou então, partir para uma atividade que você simplesmente não gosta, ou até mesmo odeia, pensando unica e exclusivamente nos rendimentos financeiros que esse cargo ou função irá proporcionar.

Para algumas pessoas a resposta é bastante simples, tanto de um lado como para outro, afinal algumas pessoas simplesmente vão dizer que o fundamental é fazer aquilo que gosta e que dinheiro é apenas uma consequência, por outro lado temos por exemplo um pai de família, que precisa levar o sustento aos seus filhos, ele com certeza dirá que o importante é fazer aquilo que dá dinheiro, pois de nada adianta fazer o que realmente ama e não conseguir tirar dali o sustento para a família.

Conclusão

Poderíamos escrever centenas de linhas, justificando os pontos positivos e negativos de cada uma das opiniões, porém é possível concluir, que para quem ainda é jovem e/ou não possui obrigações financeiras mais pesadas, como sustentar uma família, fazer o que gosta mesmo ganhando menos ou pouco é uma ótima opção, uma vez que vislumbra-se uma crescimento na carreira a médio e longo prazo, e como diz a velha frase, fazendo o que gosta, o dinheiro e reconhecimento virá com o tempo.

Já por outro lado, quem precisa urgentemente ganhar mais, e tem a possibilidade de uma renda melhor em atividades ou funções talvez não tão interessantes em relação aquilo que pensavam para a sua carreira, muitas vezes ficam sem muitas opções, a não ser abraçar essa escolha e aguardar no futuro uma vaga que tem mais relação com o seu perfil profissional com melhor remuneração.


Leia também:
Estamos no Google Plus, siga-nos:

2011-2017 - LzDuda.com
Contatos: Redes sociais:fb.com/lzduda - Via e-mail: lzdudablog @ gmail.com
Politica de Privacidade